FRETE GRÁTIS A PARTIR DE R$199 🚀

0

Seu carrinho está vazio

O gosto que as coisas têm – uma outra perspectiva sobre o açúcar

por Isabela Serafim agosto 17, 2020

O gosto que as coisas têm – uma outra perspectiva sobre o açúcar

Por Jéssica Carnieri

Minha mãe sempre foi muito ligada em alimentação saudável, talvez por ter vindo de uma família com histórico de obesidade. O fato é que ela sempre se preocupou muito com o que a gente comia lá em casa. Por esse motivo, só conheci açúcar com dois anos de idade (!), quando comecei a ir para a escola. Afinal, você não vai querer comer chocolate se não sabe que existe, né? Rs!

Especialistas dizem que o paladar se forma na primeira infância, quando temos contato com todos os sabores. Porém, aparentemente ninguém precisa ser ensinado a gostar de açúcar e gordura, já nascemos gostando. Isso porque eles aumentam a palatabilidade (leia-se gostosura) de qualquer alimento. Mas para todos os outros sabores precisamos treinar nosso paladar. Acho que treinei demais, já que não sou fã de açúcar até hoje.

De fato, existem inúmeros estudos que mostram o quanto o açúcar é prejudicial à saúde. Então, gostaria de propor uma outra perspectiva sobre esse assunto. Quando escolho não colocar açúcar no meu suco de fruta, não é porque estou pensando nas calorias e coisas do tipo, mas sim porque acho que tira o gosto que eu realmente quero sentir, o da fruta. Além disso, para meu paladar, a fruta por si só já é bem doce.

Vira e mexe alguém me pergunta por que não adoço meu café ou mesmo o suco de limão – isso mesmo! Respondo sempre a mesma coisa: “É que eu gosto de sentir o gosto que as coisas têm”. Não é que eu não tome sorvete ou nunca coma brigadeiro, às vezes eu tenho vontade – e considero isso saudável. Esse texto não é sobre como você deveria banir o açúcar, é sobre aprender a apreciar outros sabores, ok?

É claro que temos todos nossas individualidades e preferências. Mas acredito que a gente vai “ensinando” nosso corpo ao longo da vida. Ninguém nasce gostando de ler, fazer esportes ou de suco de limão. Porém, acredito que não existe quase nada que a gente não consiga aprender. Então vem cá: por que não dar uma chance aos outros sabores?